Marcos Harter é indiciado por caso de agressão à Emilly Araújo do BBB17

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O ex-BBB Marcos Harter foi indiciado pela polícia do Rio após a investigação e agressão à sua ex-namorada, Emilly Araújo. O médico vai responder por lesão corporal com base na Lei Maria da Penha.

A investigação se baseou na análise das imagens do reality show, nas declarações prestadas pelos envolvidos e no laudo pericial que apontaram as lesões da vítima como ações intencionais do autor.

O inquérito segue agora para o Ministério Público.

 

Entenda a história

Marcos e Emilly no BBB17 - Foto: Reprodução
Marcos e Emilly no BBB17 – Foto: Reprodução

No dia 9 de abril, a direção do Big Brother Brasil expulsou o participante Marcos Harter do programa após uma briga com a namorada Emily. O público se revoltou com o médico que intimidou a participante, gritou e ainda deixou o dedo em riste no rosto da moça.

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar se houve lesão corporal, mas só a atitude ríspida de Marcos com Emily já configurava violência psicológica. De acordo com a delegada Marcia Noeli, diretora da Divisão da Polícia de Atendimento à Mulher (Dpam), as imagens de Emily reclamando que o médico a machucou fazem o caso mudar para lesão corporal e não é preciso esperar que vítima faça uma denúncia.  (Via G1)

A eliminação de Marcos foi anunciada pelo apresentador Tiago Leifert e foi baseada nas regras do programa que proíbem agressão física. Emily chegou a ser chamada no confessionário duas vezes, mas não denunciou Marcos sobre o ocorrido.

 

Repercussão no Twitter

Indignadas com as situações de relacionamento abusivo de Emilly e Marcos, algumas mulheres usaram o Twitter para falar sobre suas experiências com a hashtag #EuViviUmRelacionamentoAbusivo.